Maio Roxo: mês de conscientização da Doença Inflamatória Intestinal.

No dia 19 de maio celebra-se o Dia Internacional das Doenças Inflamatórias Intestinais (DII), motivo pelo qual este mês é conhecido por “Maio Roxo”. A data tem como objetivo alertar toda a sociedade sobre as DII e a importância de seu diagnóstico precoce.


A DII é uma doença crônica que acomete o trato digestivo. Os dois principais tipos desta doença são a Retocolite Ulcerativa e doença de Crohn.
As causas continuam desconhecidas, entretanto, acredita-se que a doença se desenvolva em pessoas geneticamente predispostas, associadas a fatores imunológicos e ambientais.


A doença tem-se apresentado cada vez mais freqüente em crianças, sendo que em 20-25% dos casos já se manifesta na infância e adolescência, onde geralmente tem um comprometimento mais agressivo e extenso comparado com adultos.

No entanto, nos últimos anos, vêm aparecendo cada vez mais cedo, até mesmo em algumas crianças com menos de um ano. Isso pode, inclusive, dificultar o diagnóstico, já que podem ser confundidas na fase inicial com alergias alimentares.


Os sintomas mais comuns são diarreia, dor abdominal, sangramento nas fezes, perda ou baixo ganho de peso, déficit de crescimento, aftas de repetição, artralgia e lesões perianais.


O diagnóstico é confirmado por avaliação clínica realizada pelo gastroenterologista pediátrico e uma combinação de investigações baseadas em exames laboratoriais, endoscópicos, radiológicos e biópsias das lesões.


O tratamento dos pacientes depende da gravidade e segmento do intestino acometido. Em geral, a maioria dos pacientes pode ser tratada em regime ambulatorial com medicamentos orais. Entretanto, alguns pacientes necessitam de medicamentos injetáveis por apresentarem doenças mais severas.

Faça sua pesquisa